Autor SAMUEL BECKETT
Tradução ISABEL LOPES

“Teatro depurado, realiza na caixa de cena uma metáfora literal do mundo concentracionário, opressor, que nos determina, pela lei da vida e pelo “absurdo” organizativo que as sociedades erguem contra a liberdade humana e a natureza, o corpo e a paisagem, humanidade em permanente autodestruição guerreira e predadora. É esse mundo de senhores e escravos, violento, destrutivo e caótico, de fim do mundo e de cristalização do eu em que cada um se vai fechando como uma ilha, que Beckett diagnostica com impiedosa crueldade, mas também revelando uma feroz alegria libertária. Beckett não aponta um mundo melhor, não é “escuteiro” como ironiza, constata um mundo de relações selvagens, devolve à nossa realidade, espelhando-a na sua profunda deformação, um dia a dia sem esperança mas em que a existência engendra formas de resistência, sobrevivências. Talvez aí esteja um recomeço.”
fmr

12,00€
Local de Venda – Teatro da Rainha
Compra online – Transferência bancária no valor de 12,00€ (portes pagos para o continente e ilhas) para o NIB PT50 0035 0183 00064077830 43 com a descrição “Beckett” (Enviar comprovativo de transferência, nome e morada de entrega para geral@teatrodarainha.pt)