Slider Image
Slider Image
Slider Image
Slider Image
Slider Image

Ficha Artística

Tradução | Christine Zurbach
Encenação | Luís Varela
Figurinos e colaboração plástica | José Carlos Faria
Música | Anne Fischer
Caracterização | Luís de Matos
Iluminação | Luís Varela e Carina Galante
Interpretação | Isabel Lopes, José Carlos Faria, Miguel Araújo e Victor Santos

Co-produção | ASSÉDIO,Teatro da Rainha

Ver Programa
Ficheiro em PDF

Quando a noite cai sobre a cidade, a biblioteca conhece uma nova vida: os livros descem das prateleiras, ganham corpo, retomam conversas interrompidas, cantam e brincam, lêem-se e lêem o mundo de fantasmas que vêem desfilar através das vidraças da sala de leitura. Encontro breve entre o mundo verdadeiro dos livros e o mundo verdadeiro dos homens visto da perspectiva do livro. A poesia está à solta.
Uma peça de teatro invulgar que ficciona um encontro entre personagens-livro: Bertoli (o livro de conferências), Alegoria (a arte em si), Ragionello (talvez um raciocinador) e o inacabado Fantolin (um esquiço à procura de alma).