No dia 17 de Dezembro será apresentada, pelas 21h30, a performance teatral, com texto do jovem dramaturgo e encenador moçambicano Venâncio Calisto, “O alguidar que chora ou a história das pedras que falam” que integra na sua acção cénica as actrizes Marina Campanatti, brasileira de ascendência italiana e Vânia Luz, cabo-verdiana. Este exercício cénico resulta de uma residência que desenvolve a sua fase final na sala-estúdio do TR.

Uma mulher percorre a infinita extensão dos séculos à busca de desencantar a maldição que condenou as pedras ao silêncio secular, em negação a subalternidade e à objectificação humanas, e faz emergir uma voz universal e planetária que reclama por um mundo de liberdade e celebração da diversidade.
Trata-se de uma performance ritual que surge da revisitação e resignificação dos mitos e rituais da cultura moçambicana, brasileira e cabo-verdiana, inscritas na identidade e nas vivências dos artistas aqui reunidos.

Ficha artística:
Encenação e dramaturgia | Venâncio Calisto
Interpretação | Marina Campanatti e Vânia Luz
Pesquisa e composição musical | Marina Campanatti , Rita Couto e Nandele Manguni
Concepção de figurinos e cenografia | Marisa Bimbo e Nair Noronha

Lotação reduzida. Entradas condicionadas aos lugares disponíveis.
Reserva de lugar obrigatória.
Informações: 262 823 302 | 966 186 871 | comunicacao@teatrodarainha.pt

vbrtrtfhrtjhrthrthrt

  • DATA17 de Dezembro 2019
  • HORÁRIO21:30
  • INFORMAÇÕES966 186 871 | comunicacao@teatrodarainha.pt
  • MORADASala Estúdio do Teatro da Rainha | Rua Vitorino Fróis - junto à Biblioteca Municipal - Largo da Universidade | Edifício 2 | 2504-911 Caldas da Rainha